SA365 · Creative Business Partner

Menu
hero do artigo: Maturidade digital: O que é e como aplicar na prática em sua marca

Maturidade digital: O que é e como aplicar na prática em sua marca

Seja para aumentar a competitividade ou por sobrevivência, a transformação digital é um processo iminente para as marcas. Esse movimento está alinhado aos hábitos do novo consumidor, que cada vez mais exige experiências de marca personalizadas e processos mais ágeis e com menos atrito. 

O conceito de maturidade digital pode ser definido como um processo incremental de mudanças e aprendizados. De tão importante, ela já é considerada uma das principais métricas de negócio da atualidade, ao acompanhar a capacidade da empresa de aprender com os avanços tecnológicos que impactam seu mercado e de responder a essas mudanças, usando as novidades a seu favor. 

A busca pela maturidade digital não é exclusiva de setores específicos, mas de todo o mercado, que vive um momento de constante adaptação e pesquisa de tendências. 

Por que você precisa de uma estratégia digital

O consumo e os hábitos digitais vieram para ficar.  É claro que, aos poucos, as pessoas retornarão a frequentar as lojas e pontos de venda físicos, mas continuarão utilizando o e-commerce para fazer compras, aplicativos para pedir comida e chamadas de vídeo para conversar com amigos, familiares e colegas de trabalho.

Até por isso, muitos dos atributos que o cliente espera ao fazer uma compra no ponto de venda e no ambiente digital são os mesmos. Diante desse cenário, empresas que foram capazes de adaptar as suas operações de maneira ágil nos últimos dois anos conseguiram abocanhar parte do mercado e conquistaram a fidelidade do consumidor. 

Assim, abraçar o digital e criar experiências de ponta a ponta para o cliente deve estar no centro das preocupações das marcas. Ter atendimento personalizado, permitir interação com um atendente humano, fornecer ajuda para o cliente na busca do produto ideal e garantir a acessibilidade continuam sendo parte essencial para oferecer uma experiência satisfatória de marca. 

Mas só adotar novas tecnologias no negócio não basta. Uma estratégia digital eficiente se preocupa também em identificar as oportunidades que esses avanços podem gerar para o negócio e em mensurar o seu impacto de maneira efetiva. 

O que a sua marca pode aprender com a transformação digital de Suvinil 

Você pode estar se perguntando: “mas o que tudo isso significa na prática?”. Para te ajudar, separamos um exemplo.  

A SA365 foi responsável por realizar a transformação digital da marca Suvinil, em um projeto que envolveu o estudo da categoria, com concorrentes e benchmarks, e o novo momento dos consumidores e suas jornadas de compra para reestruturar a presença digital da marca.

O primeiro passo foi realizar um estudo netnográfico e de micro momentos, no qual mapeamos a jornada de decisão dos consumidores e definimos diferentes personas para os potenciais targets de Suvinil. Assim foi possível analisar a presença conceitual da marca e as iniciativas que falavam com diferentes stakeholders (consumidores, pintores, arquitetos e trade/revendedores) no universo digital.

Testando e aprendendo

Uma das características mais marcantes das empresas digitalmente maduras é sua capacidade de acelerar seus experimentos no ambiente digital. A ideia é realizar testes em pequena escala para validar a efetividade das hipóteses, e depois escalar aqueles que obtiveram sucesso. 

No caso de Suvinil, uma das hipóteses era de que os muitos aplicativos que a marca possuía eram ponto de atrito na jornada do cliente. Por isso, uma das nossas ações foi criar um único app integrado, com funcionalidades específicas para os públicos de interesse. Isso contribuiu para uma experiência mais fácil e prazerosa, e também gerou maior proximidade do público com a marca.

Cultura organizacional e colaboradores 

É importante pontuar também que, para que todas essas mudanças sejam possíveis, é necessário cultivar uma cultura organizacional que abrace o trabalho colaborativo, o risco e a experimentação. Esses são fatores essenciais para que uma marca seja capaz de alcançar a maturidade digital. 

Outro ponto relevante é contar com equipes qualificadas, capazes de coletar as informações certas e, principalmente, de transformar esses dados em insights valiosos para o negócio - sem esquecer da preocupação com a privacidade do usuário e do uso correto dos dados. 

Por fim, e certamente não menos importante, a tecnologia por si só não garante uma boa experiência para o consumidor: é preciso gerar conexão com o público, fazer com que as pessoas se sintam seguras ao interagirem com a sua marca de maneira digital.

Para isso, o cliente precisa estar no centro das decisões da empresa. Isso quer dizer que o foco deve ser pensar em soluções que facilitem a vida do cliente, de forma a solucionar os problemas que experienciam.